ANP CHUMBA AGENDAMENTO DO PROGRAMA DE GOVERO: GENERAL EMBALÓ A UM PASSO DA DEMISSÃO   |   O "PRESIDENCIALISMO" DE JOSÉ MÁRIO VAZ   |   Quem Ganha e Quem Perde Nesta Crise de Surdos?   |   2017 ano da reforma na administração pública e de trabalho   |   «Considero-me um cidadão político... cujo primeiro compromisso é com o país, a Guiné-Bissau» - Garante o escritor Fernando Casimiro “Didinho”   |   Rss Gazeta de Notìcias
Document sans titre
Economia
UEMOA PREOCUPADA COM IMPACTO DAS TURBULÊNCIAS FINANCEIRAS INTERNACIONAIS - 20-09-2011

Share |

Article posté le 20-09-2011

O Conselho de Ministros da União Económica e Monetária Oeste Africana (UEMOA), em reunião segunda-feira em Dacar, manifestou-se preocupado com o impacto previsível das recentes turbulências financeiras internacionais, diz o comunicado final dos trabalhos.

“Os ministros preocuparam-se com o impacto previsível das recentes turbulências financeiras internacionais no crescimento mundial, e, consequentemente, com a ajuda pública ao desenvolvimento, os investimentos directos estrangeiros e o pedido externo dirigido aos países da União”, indica o comunicado assinado por José Mario Vaz, Presidente do Conselho de Ministros.

Os ministros para esse efeito, assinala o comunicado, pedem aos órgãos e instituições comunitários que sigam as manifestações desta crise, com uma vigilância acrescida, com vista a antecipar e prevenir o seu impacto no sistema financeiro e nas economias da UEMOA.

O comunicado assinala que os membros do Conselho comprometeram-se a acelerar a aplicação das reformas macroeconómicas a nível estrutural e sectorial, para diversificar as bases produtivas da União e relançar o crescimento económico.

“Em especial, nota o comunicado, os esforços incidirão sobre o saneamento das finanças públicas, o arranque dos projectos identificados no âmbito da iniciativa regional para a energia duradoura (IRED) e a aceleração dos projectos iniciados no âmbito do programa de reactivação da produção agrícola”.

O Conselho de Ministros da UEMOA congratulou-se com a melhoria das perspectivas macroeconómicas da zona em relação a normalização progressiva da situação económica em Costa do Marfim e a aceleração dos investimentos em infra-estruturas no conjunto dos Estados-Membros.

 

COMENTÁRIOS
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

0 Comentários

Pas encore de commentaire ajouté...
Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

 

 

   
ÁREA RESERVADA
 
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

   
   
   
EDITORIAL
 
 
   
Document sans titre
   
 
Gazeta de Notìcias, 2009 © Todos os direitos reservados - Design by CHRISTDOWEB