ANP CHUMBA AGENDAMENTO DO PROGRAMA DE GOVERO: GENERAL EMBALÓ A UM PASSO DA DEMISSÃO   |   O "PRESIDENCIALISMO" DE JOSÉ MÁRIO VAZ   |   Quem Ganha e Quem Perde Nesta Crise de Surdos?   |   2017 ano da reforma na administração pública e de trabalho   |   «Considero-me um cidadão político... cujo primeiro compromisso é com o país, a Guiné-Bissau» - Garante o escritor Fernando Casimiro “Didinho”   |   Rss Gazeta de Notìcias
Document sans titre
Cultura
CARNAVAL 2010 – UNIDADE NACIONAL, PAZ E DESENVOLVIMENTO GRUPO “NETOS DE BANDIM” CONQUISTA 1º LUGAR SEGUIDO DE BIOMBO E CACHEU - 21-02-2010

Share |

Article posté le 21-02-2010

O grupo cultural “Netos de Bandim” ganhou o desfile nacional do Carnaval 2010 sob o lema “unidade nacional, paz e desenvolvimento”, sendo seguido pelas regiões nortenhas de Biombo e Cacheu no 2º e 3º lugar, respectivamente.

O Grupo vencedor deste Carnaval patrocinado oficialmente pela empresa de telecomunicações Orange, “Netos de Bandim” recebeu um cheque de um milhão e quinhentos mil (1.500.000) francos CFA; o 2º lugar, Biombo recebeu cheque de um milhão (1.000.000) de francos e por último, o 3º lugar, Cacheu recebeu cheque de setecentos e cinquenta mil (750.000) francos CFA.

A vitoriosa rainha do Bairro de Calequir (Bissau) recebeu cheque de quinhentos mil (500.000) francos CFA, rainha de Biombo (2º lugar) recebeu trezentos e cinquenta mil (350.000) e por último, rainha do grupo “Netos de Bandim” (vencedor do Carnaval 2010) recebeu duzentos e cinquenta mil (250.000) francos CFA.

Quanto às máscaras, Oio conquistou 1º, 2º e 3º lugares, correspondentes aos prémios de 500.000 (quinhentos) mil francos CFA; 350.000 (trezentos e cinquenta mil) francos CFA e, por último, 250.000 (duzentos e cinquenta mil) francos CFA, respectivamente, tendo os restantes, de 6º a 10º lugar, recebido 100.000 (cem mil) francos CFA.

Foi uma manifestação popular que de 13 a 16 de Fevereiro de 2010, manteve a Guiné-Bissau parcialmente paralisada. Carnaval enquanto maior manifestação da paisagem cultural guineense, mais pessoas juntas nos centros urbanos, sobretudo na capital Bissau, que, como é de praxe, encheu-se de cidadãos de várias origens a caminhar em todas as direcções com diversidade de cores e trajes, ao som de instrumentos tradicionais e modernos que do sol vespertino à noite fora, animaram e prolongaram a permanência dos manifestantes nas ruas e nas barracas que absorvem manifestantes e espectadores sedentários.

No terceiro dia, portanto, a 15 de Fevereiro, o Carnaval teve o seu epicentro com o desfile nacional realizado na praça dos heróis nacionais, na presença de vários membros do Governo, Primeira-dama e demais personalidades nacionais e estrangeiras que acompanharam ao vivo, as manifestações culturais protagonizadas pelos concorrentes, nomeadamente, Tombali, Gabú, Quínara, Calequir, Biombo, Cacheu; Bafatá, Netos de Bandim, Bubaque, Oio, Cacheu, Bolama, entre outros, que com as suas demonstrações e mensagens, descreveram factos concernentes ao mosaico cultural guineense, sob a apreciação e a consequente avaliação da equipa de júri presente no local.

Interpelado pela imprensa depois do desfile, o vice-presidente e secretário executivo da comissão nacional organizadora do Carnaval 2010, João Cornélio Gomes Correia realçou que o lema do Carnaval “unidade nacional, paz e desenvolvimento” foi bem retratado pelos grupos concorrentes, tanto nas máscaras quanto nas mensagens transmitidas pelas rainhas.

João Cornélio Correia assegurou que os grupos retrataram genuinamente, a diversidade cultural que reflecte a realidade tradicional dos grupos étnicos que são ingredientes do forte mosaico cultural da Guiné-Bissau.

Cornélio Correia reconhece que em termos gerais, a maneira como o Carnaval vem sendo celebrado é diferente dos anos transactos, facto que segundo ele, tem a ver também com a diferença da realidade de cada tempo, citando por exemplo, a diferença que se pode depreender do Carnaval da época colonial e do Carnaval de hoje que no seu ponto de vista, é mais próximo da cultura guineense com uma tendência de criatividade para a sua demonstração típica e genuína por parte de grupos ou regiões concorrentes.

No acto da entrega dos prémios, o presidente da Comissão Nacional Organizadora do Carnaval 2010, Vítor Cassamá agradeceu ao Governo pelo apoio, agentes de segurança, Bombeiros e saúde, várias empresas e o patrocínio oficial da empresa de telecomunicações Orange e o civismo demonstrado pelas populações durante os quatro dias das manifestações culturais.

“O resultado obtido foi o que pudemos fazer, mas achamos que o mais importante não é o resultado dos concursos, pois, quem venceu com este Carnaval é a Guiné-Bissau cujo povo soube demonstrar a sua rica cultura na base do civismo”, disse este responsável que entretanto exortou “que todos aceitem juntamente connosco, os prémios entregues porque, é como no jogo de futebol, se um golo for marcado com a mão e o árbitro admitir que é golo, então, é golo como aconteceu recentemente com a França”.

Entretanto o presidente da Comissão Nacional Organizadora do Carnaval 2010 reiterou os seus apelos para que os resultados sejam aceites e que haja fé e esperança na vitória decorrente das próximas concorrências.

O presidente de “Netos de Bandim” grupo com noventa elementos, congratulou-se com a vitória e assegurou que o seu objectivo é de trabalhar sempre bem para a divulgação da cultura guineense dentro e fora do país, procurando abranger a diversidade étnica e tradicional nas demonstrações feitas em qualquer manifestação como no Carnaval.

Negado que revelou ter recebido algumas chamadas de pessoas anónimas que lhe ameaçam à morte pela vitória, não descarta a possibilidade do grupo “Netos de Bandim” boicotar o Carnaval enquanto não houver diversidade étnica e cultural nos grupos regionais, porquanto segundo dele, o objectivo do “Netos de Bandim” não é de enfrentar um determinado grupo étnico em cada região, mas sim, competir na diversidade abrangente para uma maior demonstração e promoção da cultura guineense no seu todo, frisando por exemplo que neste ano, o grupo que dirige apresentou-se com a tradição de seis etnias.

Por seu turno, o secretário de Estado da Juventude, Cultura e Desporto, manifestou a satisfação do Governo pela forma como decorreu o Carnaval pacificamente, transmitindo ao mundo, a imagem positiva da Guiné-Bissau e do seu povo, inclusive, sendo destacado como uma das melhores manifestações culturais (Carnaval) a nível dos países lusófonos em África e no mundo.

Fernando Saldanha considera que não há vencedores nem vencidos porquanto é toda a Guiné-Bissau que saiu vencedora com o seu povo, com vantagens que a nível interno reforçam a unidade nacional e a nível externo, com a promoção da sua verdadeira imagem no exterior como país de paz e da união para o desenvolvimento.

Por isso realçou que o Governo vai continuar a dar atenção à realização de actividades culturais como festival – Fesnac logo em Maio deste ano simultaneamente com a institucionalização da data da cultura guineense.

Em representação do Presidente da República, Malam Bacai Sanhá, padrinho deste Carnaval que teve como madrinha Adiato Djaló Nandigna, Iancuba Djola Indjai realçou a importância do tema deste Carnaval “unidade nacional, paz e desenvolvimento, pois segundo ele, estes desígnios requerem a colaboração positiva de todos os cidadãos para o desenvolvimento, pelo que congratulou-se com apoios de diferentes entidades e pela forma como decorreu este Carnaval que segundo ele tem reflexos positivos tanto a nível interno quanto externo da Guiné-Bissau.

 

João Umpa Mendes / Homba Sana Sambú 

 

 

COMENTÁRIOS
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

0 Comentários

Pas encore de commentaire ajouté...
Cultura

Cultura
- APELO - 27-01-2016

Cultura
- Minino di nha Terra - 27-01-2016

Cultura

Cultura

Cultura

Cultura

Cultura

Cultura

Cultura

 

 

   
ÁREA RESERVADA
 
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

   
   
   
EDITORIAL
 
 
   
Document sans titre
   
 
Gazeta de Notìcias, 2009 © Todos os direitos reservados - Design by CHRISTDOWEB