ANP CHUMBA AGENDAMENTO DO PROGRAMA DE GOVERO: GENERAL EMBALÓ A UM PASSO DA DEMISSÃO   |   O "PRESIDENCIALISMO" DE JOSÉ MÁRIO VAZ   |   Quem Ganha e Quem Perde Nesta Crise de Surdos?   |   2017 ano da reforma na administração pública e de trabalho   |   «Considero-me um cidadão político... cujo primeiro compromisso é com o país, a Guiné-Bissau» - Garante o escritor Fernando Casimiro “Didinho”   |   Rss Gazeta de Notìcias
Document sans titre
Anuncio
BCEAO: O país regista mais de 240 mil milhões de francos cfa em reservas cambiais - 14-09-2016

Share |

Article posté le 14-09-2016

João Aladji Mamadu Fadia fez esta declaração no final do encontro trimestral entre o BCEAO e os bancos da capital para o efeito do balanço da situação económica e das actividades bancárias do ano em curso.

Aquele responsável afirmou que este êxito económico deve-se ao facto das exportações, neste período do ano, serem boas em termos de preço e consequentemente dos bancos conseguiram intermediar as operações.

“Além disso a política monetária em que os bancos intervêm na sua execução correu bem e a inflação está dentro dos limites na ordem de 2,8 porcento permitindo que os objectivos económicos sejam atingidos”, acrescentou.

No entanto, o director-executivo do BCEAO afirmou ter-se registado, durante o encontro, a abertura de mais um banco na capital, além do aumento de mais balcões e guichets de pagamento automáticos.

Conforme João Fadia, este resultado significa que o país tem grande capacidade de comprar produtos do estrangeiro.

“A população pode importar os produtos que não são produzidos localmente, porque o país neste momento tem reservas para efectuar o pagamento externo”, afirmou.

Porém, disse que a perspectiva nacional, no momento, é de continuar a trabalhar no sentido de consolidar estes ganhos.

Por sua vez, o presidente da associação dos bancos comerciais da capital e diretor-geral do Banco da África Ocidental (BAO) Rómulo Pires afirmou que o sistema bancário continua sólido, com o numero de pessoas com conta bancária a crescer e assim como os depósitos e os créditos, embora não tão alto como se pretendia.

Rómulo Pires disse que o país tem a capacidade para suportar mais bancos, pois a taxa de bancarização da população guineense está situada em 4,8 porcento restando uma margem de progressão enorme.

Fadel Gomes

 

COMENTÁRIOS
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

0 Comentários

Pas encore de commentaire ajouté...
Anuncio

Anuncio

Anuncio

Anuncio

Anuncio

Anuncio

Anuncio

Anuncio
- ANÚNCIO - 18-05-2016

Anuncio

Anuncio

 

 

   
ÁREA RESERVADA
 
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

   
   
   
EDITORIAL
 
 
   
Document sans titre
   
 
Gazeta de Notìcias, 2009 © Todos os direitos reservados - Design by CHRISTDOWEB