ANP CHUMBA AGENDAMENTO DO PROGRAMA DE GOVERO: GENERAL EMBALÓ A UM PASSO DA DEMISSÃO   |   O "PRESIDENCIALISMO" DE JOSÉ MÁRIO VAZ   |   Quem Ganha e Quem Perde Nesta Crise de Surdos?   |   2017 ano da reforma na administração pública e de trabalho   |   «Considero-me um cidadão político... cujo primeiro compromisso é com o país, a Guiné-Bissau» - Garante o escritor Fernando Casimiro “Didinho”   |   Rss Gazeta de Notìcias
Document sans titre
Politica
Presidente da República exorta militares à manterem-se equidistantes das querelas politicas - 07-01-2016

Share |

Article posté le 07-01-2016

O presidente da República exortou aos militares à manterem-se equidistantes das polémicas políticas reservando-se às suas funções constitucionais de garantes da integridade territorial e da segurança colectiva.

José Mário Vaz que recebia, esta terça-feira (05 do corrente), cumprimentos da parte dos deputados da Assembleia Nacional Popular (ANP) enalteceu a postura exemplar das forças armadas guineenses que durante o ano 2015, apesar da crise governativa vigente no país, souberam manter-se equidistantes do jogo político guardando as suas posições nas casernas.

No entanto, quanto aos resultados da mesa redonda de Bruxelas, Mário Vaz disse que há necessidade da elaboração de projectos concretos em que aspectos importantes como estudos de viabilidade técnico-financeira e de impacto ambiental não devem ser negligenciados.

“Insisto igualmente que é chegado a hora de combatermos seriamente a pobreza. Eu mesmo disponibilizo-me a participar neste combate”, garantiu.

JoseMário Vaz reafirmou que não equaciona a hipótese de dissolver a Assembleia Nacional Popular e a consequente convocação de eleições legislativas antecipadas por quanto entende que os custos de tais actos seriam maiores que quaisquer benefícios.

“Reitero a minha disponibilidade pessoal e institucionais expressas recentemente na minha mensagem do novo ano em promover as diligências que possam conduzir à solução governativa sustentável. Acredito sinceramente ser possível criar condições de estabilidade governativa no quadro da actual configuração politica e dinâmica parlamentar”, Garantiu.

O presidente da República disse esperar que as lideranças partidárias saberão encontrar, com base na cultura do espirito de diálogo e coesão interna, a solução mais consentânea à vontade real ou presumível do povo guineense e daquilo que são s superiores interesses da nação.

Por sua vez o primeiro-ministro disse esperar do presidente da república uma magistratura de influência capaz de animar e galvanizar todas as franjas da sociedade guineense conduzindo o país na senda da paz estabilidade e do desenvolvimento.

Carlos Correia disse que enquanto responsável do órgão executivo e administrativo supremo do país propõe que o ano de 2016 seja de grandes realizações em prol do desenvolvimento com assento tónico no desenvolvimento urbano e na infraestruturação do país.

Por fim o primeiro vice-presidente da ANP garantiu a total solidariedade institucional dos deputados para com o Presidente da República em prol da paz civil e da estabilidade das instituições públicas e do progresso nacional.

Fadel Gomes da Silva

 

COMENTÁRIOS
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

0 Comentários

Pas encore de commentaire ajouté...
Politica

Politica

Politica

Politica

Politica

Politica

Politica

Politica

Politica

Politica

 

 

   
ÁREA RESERVADA
 
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

   
   
   
EDITORIAL
 
 
   
Document sans titre
   
 
Gazeta de Notìcias, 2009 © Todos os direitos reservados - Design by CHRISTDOWEB