ANP CHUMBA AGENDAMENTO DO PROGRAMA DE GOVERO: GENERAL EMBALÓ A UM PASSO DA DEMISSÃO   |   O "PRESIDENCIALISMO" DE JOSÉ MÁRIO VAZ   |   Quem Ganha e Quem Perde Nesta Crise de Surdos?   |   2017 ano da reforma na administração pública e de trabalho   |   «Considero-me um cidadão político... cujo primeiro compromisso é com o país, a Guiné-Bissau» - Garante o escritor Fernando Casimiro “Didinho”   |   Rss Gazeta de Notìcias
Document sans titre
Economia
BCEAO disponibiliza semanalmente cerca de dois biliões de francos para bancos da UEMOA - 06-11-2015

Share |

Article posté le 06-11-2015


João Aladje Mamadú Fadia, em declarações à imprensa, no final do terceiro encontro trimestral com os Directores Gerais dos Bancos em actividade no país, disse que a referida verba visa criar maior capacidade dos Bancos na concessão de créditos.

"Quando dissemos que há condições para os bancos aumentarem os seus créditos é por que essas condições existem de facto", sublinhou.

Aquele responsável salientou que o BCEAO providencia recursos e liquidez suficientes para que os bancos possam, de facto, conceder créditos sem constrangimentos.

"Agora, o problema que se põe é que os operadores económicos que normalmente solicitam créditos junto as bancas têm que reunir condições que garantam que na data de vencimento possam reembolsar o crédito recebido porque é financiado de uma parte pelos recursos dos depositantes", explicou.

João Aladje Mamadú Fadia revelou que o BCEAO, na sua actividade de previsão bancária dispõe de regras e exigências no sentido de garantir maior protecção dos depositantes.

Por sua vez, o Presidente da Associação dos Profissionais dos Bancos e Estabelecimentos Financeiros da Guiné-Bissau, Rómulo Pires sublinhou que ultimamente estão a ser mais rigorosos na concessão de créditos aprendendo com o que ocorreu menos bem no passado.

"Nós dos bancos, para a concessão de créditos exigimos actualmente elementos mais consistentes para nos permitir efectivamente intervir com maior segurança", disse  Pires.

Rómulo salientou que  não há créditos sem riscos, acrescentando que quanto melhor for minimizado o risco é vantajoso tanto para os bancos como para os depositantes.

Fadel Gomes da Silva

 

 

COMENTÁRIOS
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

0 Comentários

Pas encore de commentaire ajouté...
Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

 

 

   
ÁREA RESERVADA
 
Document sans titre
E-mail:
Password:
 

Ainda não tem Área Pessoal?   » Registe-se
Esqueceu a password?   » Clique Aqui

   
   
   
EDITORIAL
 
 
   
Document sans titre
   
 
Gazeta de Notìcias, 2009 © Todos os direitos reservados - Design by CHRISTDOWEB